sexta-feira, 15 de julho de 2011

Agora é que são eles

Todo mundo já deve ter visto as propagandas feitas pelo Boticário para este 15 de julho (mais conhecido como hoje), o chamado Dia do Homem. Não é comemoração internacional nem nada, não sei por que cargas d’água escolheram esse espaço na folhinha e, claro, estou ciente de que não passa de mais uma desculpa para o comércio faturar o seu. Mas que achei simpático, achei. Capaz de alguns cidadãos considerarem machista a ideia. É perfeitamente o contrário: existir um Dia do Homem mata as piadinhas referentes ao Dia Internacional da Mulher, segundo as quais o resto do ano inteirim pertenceria aos rapazes. Que tirem o cavalinho do toró. A regra é clara: 8 de março para nós, 15 de julho para eles. O que sobra a gente manda cortar à francesa e cada qual abocanha conforme o apetite.

Várias senhoritas talvez ainda argumentem que eles – eles! – são todos iguais, uns issos, uns aquilos, e não fazem jus à homenagem. Grossa injustiça. Afirmar que todos os homens são (por exemplo) mulherengos safados cai no mesmo grau de idiotismo que classificar todas as mulheres de vadias interesseiras. Coisa de gente tão machucada ou malcrescida que ficou burra. Homens são integrantes diferentes de um time igual. Tão nossos opostos em ideias e gostos quanto outras mulheres. De quereres tão distintos dos nossos quanto nossa mãe, irmã e BFF. Homens são o Maníaco do Parque, mas também Michelangelo; são o miserável do teu ex e também São Francisco. Assim como nós temos como parceiras de cromossomos Lucrécia Bórgia, Madre Teresa, a babá espancadora do noticiário e a professorinha favorita. Xizes, ípsilons não nos fazem: permitem somente que nós nos façamos.

Eu, felizarda, entre os melhores espécimes de XYs fui nascida e crescida. Meus XYs me apareceram fáceis de amar (cartão de visitas dos bons). Consequência: amá-los todos. Preferi-los, até. Rejeitar luluzices, bolices, panelices sexistas; querer-lhes com mais paciência, mais alegria. Uma tolerância cúmplice. E daí que não percebem 7 mm a menos ou duas mechas a mais no cabelo, que não encontram o café no pote onde está escrito “café”, que não chegam a identificar cinco cores além de branco e preto, que não distinguem o batom fúcsia do maravilha? Eu não percebo 3 mm a menos ou um jogador a mais na regra do impedimento, não encontro a Rua General Fulano nem pela plaquinha de “Rua General Fulano”, não chego a identificar duas ferramentas além do martelo e não distingo o batom fúcsia do maravilha. Descemos ao mundo em empate técnico.

Aos meus queridos exterminadores de barata, toleradores de cólica, abridores de mantimentos, encontradores de endereços, escaladores de seleção, não-pedidores de informação, coreógrafos de torcida, eletricistas de feriado, bombeiros de circunstância, devotos de times e brasões, devotos de nós – um feliz dia seu, com todas as cores ignoradas e conhecidas. Hoje estão dispensados da louça. Soldado, descansar!

Amanhã a gente, tecnicamente, empata.

14 comentários:

Fábio Flora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fábio Flora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fábio Flora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fábio Flora disse...

Bom saber que, pelo menos no dia 15 de julho, estarei dispensado da louça. Mas, do extermínio de baratas, lagartixas e afins, todos os dias, espero.

(Entendi a postagem às 09:50h como homenagem e agradeço montão.)

Lucas Adonai disse...

Muito bom :D

Shairy disse...

Ah deixa os meninos terem o dia deles também..
Adorei o blog
BEijãozão

Lucas Moura disse...

Que texto incrível! Nunca li algo tão bom quanto isto... Uma comparação real entre os sexos, mostrando a peculiaridade de cada um. Afinal, todos nós somos iguais. Até em algumas ideologias, sonhos e vontades... Mas, você deixou bem claro que as óticas são bastante diferentes.
Muito massa mesmo. E acabou que: empate técnico
rsrssrrs
mnt bom!
Por: http://quaddronegro.blogspot.com/2011/07/na-parte-boa-do-sonho.html

Pathy Moreira disse...

Oi!! adorei o blog!! já estou seguindo!! segue também?

http://adoravelnecessaire.blogspot.com
@pathyamorinha

Tatiana disse...

hahahaha, é verdade...pena que não é muito divulgado, eu mesma só soube por aqui. Grande beijo

Lillo Dogmez, o licantropo. disse...

SABE PORQUE O DIA DO HOMEM É DIA 15 DE JULHO?? PORQUE DIA 13 É DIA INTERNACIONAL DO ROCK. E ROCK DE VERDADE, É COISA DE MACHO! NADA A VER, MAS ESSA É A MINHA TEORIA. PARABÉNS PELA POSTAGEM. NÓIS MERECE!

http://thebigdogtales.blogspot.com/2011/07/illic-quispiam-nefas.html

Crestomanci Tássio Sam disse...

Grande post! Me senti representado tanto em autor quanto em leitor ^^!
Post maravilhoso!!
Obrigado pela homenagem e parabéns pelo texto ^^!!!

Sayuri Suguino disse...

Nada mais justo, não é mesmo!
Parabéns pelo blog!

http://mmmorango.blogspot.com/

felipe leon disse...

ótimo texto sobre as similaridades ...

http://fleonandthecity.blogspot.com/

Sergio Trentini disse...

Fernanda, com todo o respeito: tu é muito boa! Nossa senhora, que jeito mais limpo e perfeito de escrever. É muito bom ler teus textos a leitura flui e tuas idéias são originais sempre! Um abraço!