quarta-feira, 20 de julho de 2011

Amor aos pedaços

Há dias esbarrei num lindo post do blog Fluindo o Olhar, sobre como nascem as amizades. Comentei que nascem quando algo de um coração se apaixona por algo de outro. Com a agravante de hoje ser o Dia do Amigo, veio a vontade de não limitar o tema a uma rapidinha – convidá-lo para um café.

Normalmente se entende o apaixonamento como prerrogativa de mulher e homem, nesses laços complicados de casal. Nada. Admitamos ou não, estamos diariamente nos apaixonando por nossos “incríveis” de meio de caminho, como eu dizia na postagem anterior (se não estamos, hora de levar olhos menos azedos para passear). Bateções de santo acontecem, irresistíveis: nossa gargalhada seduz um ouvido, nossa necessidade se enamora de um talento, nossa alegria conquista alegria gêmea, nossa timidez vê num abraço o anfitrião perfeito. Amizade é casar aos pedaços. Desposamos a voz do colega, o ombro do primo, o conselho do professor. O colo da madrinha. O cálculo do sócio. A fofice da irmã. O perfume do marido. Com marido é duplo casar: do todo, pra sempre, e de parte, pra hoje. Dois-em-um da melhor promoção já feita, marido tem a constância que sossega e o susto bom que desafia. Pegar marido é mandar embrulhar o melhor amigo para viagem.

Por bem-humorada coincidência, hoje é aniversário de uma amiga divíssima, repleta de motivos apaixonáveis. Verdade que nossas opiniões de cinema se entendem como árabes e israelenses, que nossas opiniões de criança confraternizam como Tom e Jerry, que nossas agendas batem fáceis como a de Gisele e Lady Gaga. Mas sorriso, histórias, carinho, doação, esfuziância, acolhida, gratuidade, betty-boopice de minha diva preferida não deixam dúvidas: essa é para casar.

(A ela e a meus outros desposados antigos e recentes, um dia de abraço, lanche, papo, lágrima contente, flashback feliz, brigadeiro, confete, serpentina, presente, presença. Até que a morte não nos separe.)

7 comentários:

Fabiana Farias disse...

Texto lindo, lindo!

Amizade também é complicada que nem casamento. Acontece divórcio, mas também muita reconciliação e os sempre bem-vindos amores eternos.

Marcia disse...

Amizade é bom que se escolhe, como dizem por aí, os meus são poucos mas são eternos!!

Diva Déa disse...

Que lindo, amiga!!!!

Muito obrigada! Por tudo e sempre. Amo a sua amizade também, você sabe!!

Obs.: Quanto às agendas, acho que estamos mais inconciliáveis que a Gisele e a Lady Gaga, hahahaha!!!

Marcus Alencar disse...

Post mais que lindo: encantador. Hoje de manhã fui surpreendido com tamanha noticia maravilhosa que é a criação deste post. Saber que minhas palavras foram de certo modo algo que semeou as suas me deixou muito feliz. Não há preço que pague assim como uma amizade que de tão especial tem um valor imensurável. Gostei muito da forma super-criativa com que conduziu suas idéias e realmente fiquei encantado com a criatividade delas. Acho que já nem sei mais o que dizer a não ser o fato de que suas amigas são pessoas de sorte de ter você ao lado. Disso eu tenho certeza.

abraços e parabéns pelo texto que farei questão de dar um força na divulgação pois de tão lindo merece ser lido por mais pessoas.

Lillo Dogmez, o licantropo. disse...

AMIZADE É UM AMOR QUE NUNCA MORRE. ASSIM DIZIA QUINTANA. EU AINDA NÃO FIZ A MINHA POSTAGEM SOBRE O DIA DO AMIGO, MAS ELA VAI ESTAR LÁ EM BREVE.

TEM UM TEXTO INTERESSANTE LÁ NO MEU BLOG. PASSE LÁ. ABRAÇOS.

http://thebigdogtales.blogspot.com/

Érica disse...

"Amizade é casar aos pedaços". Amei essa frase!

Fernanda, tem um selinho para você là no http://alma-feminina.blogspot.com/
Bj

Marcus Alencar disse...

Olá Fernanda, tudo bem? Postei há pouco um texto inspirado neste post e gostaria muito da sua visita lá. Seria um prazer.
http://olhareceptor.blogspot.com/2011/07/inspiracao-livre.html

Espero que goste.
bjos