domingo, 3 de julho de 2011

Espelho, espelho seu

Segundo aqueles sites doidões de cartões virtuais, hoje é o Dia de Cumprimentar Seu Espelho. Críticos de si mesmos: tremei. Mulheres que abominam suas sardas, suas pintas, seu narizinho arrebitado ou embatatado, bochechas mui longas ou pescoço muito curto, orelhitas maiores ou menores do que é decente, seios mais ou menos centimetrados do que é devido, cintura e pernas mais ou menos abauladas do que a lei permite: estamos de olho. Homens que observam deprimidos a fita métrica envolvendo braços, bíceps, tríceps e otras cositas: beware! Teens que amanheceram trancados com um arsenal de guerra da Cacau Show, chorando as espinhas derramadas: libertai-vos! Vós que discutistes cobras e lagartos com a régua e a balança, sem esperança de reconciliação: contemplai um novo mundo. Choro, hoje, só de cavaquinho; vela, só em alto-mar desfraldada. Dia de dar um french kiss em si próprio e cair de boca na vida.

Grite um bom-tarde descarado à sua imagem, experimentando pouco se lixar para os fios grisalhos, as sobrancelhas grossas, o queixito proeminente – qualquer neurose de estimação. Você não nasceu Angelina ou Brad, e daí? nem eles: construíram-se. E, não houvessem se construído, seriam igualmente plenos de alegria e imperfeição. Contanto que seu espelho não o cumprimente com a estampa de um sujeito que não merece a boa cara que tem (seja a cara que for), tudo certo. Contanto que o reflexo visível fique sempre vários níveis aquém do invisível, maravilha. Seu coraçãozinho desfila na vida com pernas e requebros de Gisele; seus pezitos andam caminhos que os tornam dignos de Cinderela; seus braços e ombros dão inveja em peitoral de Hugh Jackman na hora de consolar as amizades. Não aparece? Azar dos míopes. Fica só entre a gente e nosso espelhinho embutido.

Mas cumprimente o espelho de fora mesmo assim – quanto mais não seja, por educação. O coitadinho não sabe o que está perdendo.

10 comentários:

Noemí disse...

rsrs gostei.

Temos que parar de valorizar só o que vemos, e começar dá mais valor ao que cada um carrega na sua essência.
Podemos não ser nenhuma beldade famosa, mais com certeza somos alguém que tem valor,e algo acrescentar.

Como dizem a beleza está nos olhos de quem vê, e quando me olho no espelho sãos os meus olhos quem diz quem sou eu.

Conheça meu blog também.
Bjs.

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Vc sabe dizer quem foi q disse q poesia é cortar palavras? É q minha proposta valoriza a síntese, não só na poesia, mas tbm na prosa, e por isso autores q tangenciam essa linha (como Tchecov e Elmore James, dentre tantos outros) estão em meu horizonte de interesse.

Digho disse...

Belo Post.Todos os dias devemos fazer isso como se fosse um ritual.

Beatriz Leite. disse...

hauhauhau Achei bem digno e legal esse texto, amei!

Marcus Alencar disse...

Sou uma pessoa que sempre valorizou a auto-reflexão. Temos sempre que refletir quem somos e o que fazemos ao invés de tentar inutilmente ser aquilo que a sociedade quer que nos espelhamos. Vale mais a pena olhar-se no espelho e ver o quão bom é ser você mesmo pois todos somos únicos em nossa forma externa e interna.

Tássia F. Ferreira disse...

Muito bom seu post,faz a gente pensar!
Gostei das suas críticas, to seguindo ta? Segue la e veja meu novo post, querida :)

Nubia Santos disse...

É verdade devemos tratar nosso espelho assim : " coitadinho não sabe o que tá perdendo " rsrsr
bjs muito bom esse post ;)

DouglasFerT disse...

Ao não nos reconhecermos de frente ao espelho, não sabemos quem realmente somos. E isso pode nos frustar, deprimir, entristecer, conflituar e até nos levar a morte.

Conhecer quem somos e, principalmente, reconhecer isso - seja física, mental ou espiritualmente - é um passo número um para que possamos viver de fato!

Only Love disse...

Adorei. Reconhecer e aceitar quem somos. Perfeito.

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Ah, eu pesquisei por conta e descobri q é atribuída ao CDA, mas q existe um texto do (ou de um??) Armando Nogueira contestando essa atribuição...